Aprenda mais sobre GeneXus
3 Min.

Software e agilidade: Sistema de Vacinação no Uruguai

O
Uruguai criou um sistema de vacinas em tempo recorde: em apenas dois dias foi lançado um novo sistema de solicitação de agenda para a campanha de vacinas contra a COVID-19, utilizando a tecnologia Low-Code GeneXus e serviços em nuvem da Amazon Web Services.

Em 2020, de um momento para o outro e a nível global, tudo mudou. Em GeneXus tivemos a responsabilidade de construir, em apenas uma semana, uma aplicação de missão crítica da mais alta qualidade, da qual dependia a saúde de todos os uruguaios.

Recapitulando as fases do aplicativo Coronavirus UY:

  • Em uma primeira versão, tentou-se fornecer informações atualizadas e estatísticas.
  • Em outra versão, foi incorporada a telemedicina, para que os médicos pudessem ligar para os pacientes.
  • Posteriormente, foi adicionado suporte para grupos familiares.
  • Uma das versões importantes envolvia Alertas de exposição: um método para saber se alguém esteve por perto, se havia sido exposto. Fizemos isso com uma tecnologia extremamente nova que acabara de ser lançada como parte de uma parceria Google-Apple. Fomos o quarto país do mundo a implementar essa tecnologia.

O Governo realizou campanhas para incentivar os uruguaios a vacinarem no início de 2021 e, ao mesmo tempo, realizou uma série de testes que revelarão que os sistemas existentes de agenda podem apresentar problemas de acesso e escalabilidade.

Por isso, em 2021, tivemos o desafio de criar um sistema de agendas de vacinas escalável o mais rápido possível, com a capacidade de permitir o acesso de milhares de usuários simultaneamente e sem correr o risco de que alguns quisessem ser vacinados e tivessem sua solicitação rejeitada.


Uruguay Vacunas Covid

Desafios técnicos e soluções tecnológicas

Mais uma vez, o desenvolvimento e a produção de um novo sistema de agendas com uma nova arquitetura foi realizado em tempo recorde e com total sucesso de implementação. Aumentou de 100 solicitações por segundo para 2.000 solicitações por segundo.

A maior mudança foi passar de um esquema de atenção síncrona, de escolha de preferências, para um esquema assíncrono.

A solução foi mudar a arquitetura tradicional on premises para uma arquitetura híbrida, onde os mais recentes avanços tecnológicos em cloud computing foram usados ​​para suportar picos de demanda e as informações puderam ser processadas sem problemas nos sistemas governamentais.

Além de oferecer um ótimo serviço aos cidadãos uruguaios que pudessem se inscrever, o novo sistema permitiu ao governo monitorar com mais precisão a demanda por vacinas. Antes não se sabia quem eram os rejeitados ao tentar acessar o sistema, onde estavam ou quantos eram, hoje sabemos exatamente a porcentagem da população do Uruguai que pretende se vacinar.

À medida que as vacinas vão sendo administradas (sendo no meio do ano, temos quase 60% da população com as duas doses), os novos casos já estão diminuindo e algumas instituições voltam a abrir as portas novamente.

O Uruguai agora tem uma solução flexível para seguir o programa de vacinação, que visa vacinar toda a população adulta.

Por fim, agora o aplicativo Coronavirus UY serve também para saber quem são os cidadãos que possuem as duas vacinas e para poder mostrar uma cópia real do certificado de vacinação digital de cada um dos cidadãos.

Convido você a ler o seguinte Caso de Sucesso onde contamos sobre as diferentes instâncias e detalhes tecnológicos que tivemos que resolver, junto com Amazon Web Services e AGESIC, entre outras instituições.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Voltar ao início